PANAMÁ PASSA A EXIGIR VACINA CONTRA A FEBRE AMARELA

PANAMÁ PASSA A EXIGIR VACINA CONTRA A FEBRE AMARELA

Tendo em vista o recente surto de febre amarela nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e São Paulo, o Ministério da Saúde do Panamá aprovou algumas medidas preventivas que visam a minimizar o risco de introdução da doença no país.

Sendo assim, a partir do dia 6 de fevereiro de 2017, todos os brasileiros que tenham o Panamá como destino final necessitam tomar a vacina contra a doença pelo menos 10 dias antes da viagem. A ação não é obrigatória para os passageiros que passarão pelo país apenas para escala ou conexão.

Para panamenhos e residentes do Panamá que estejam no Brasil desde antes de 27 de janeiro de 2017, a vacina torna-se obrigatória somente em caso de manifestação de algum sintoma da doença.

Isentos da vacina

Passageiros diagnosticados com alergia à medicação e mulheres grávidas estão isentos da vacina, mediante a apresentação de atestado médico. Maiores de 60 anos e menores de 6 meses também não precisam da imunização.

Sintomas da febre amarela

Febre, dor de cabeça, náusea e vômitos são alguns sintomas recorrentes em casos considerados moderados. Em casos mais graves, problemas cardíacos, renais e hepáticos são alguns indícios. Dores musculares, abdominais e nas costas, calafrio, fadiga, febre, perda de apetite e confusão mental são outros sinais da doença. Caso apresente algum dos sintomas, procure um médico.

E lembre-se: a vacina deve ser tomada 10 dias antes da data de embarque.

Fonte: Segue Viagem